domingo, 18 de dezembro de 2011

IIº ENCONTRO DE SABERES EM OURÉM-PA COM ARRASTÃO DE BOIS

No dia 17 de Dezembro de 2011 foi realizado em Ourém, o 2º Encontro de Saberes através do Projeto Orube, Funcartemm e E.E.E.M Profª Socorro Rocha.


O evento contou com sensacional arrastão de boi e a participação dos principais Mestres de Bois de Ourém como: Mestre Cardoso, Tuíte, Sales Machado...


A concentração do Arrastão foi em frente ao hotel do Trombas na orla do rio Guamá de Ourém.


Professores e estudantes da escola Socorro Rocha também estiveram no Arrastão. 


O percurso foi pequeno, começando pela Tvª Lauro Sodré, Coronel Sousa, Tvª Lázaro Picanço e Praça Magalhães Barata. Um dos principais Objetivos do projeto é despertar nos jovens e adolescentes o interesse pelo ícone maior do folclore ouremense, que é a brincadeira de boi-bumbás. 


No município de Ourém existem vários grupos de bois: Ouro fino, Pai do Campo, Geringonça, Flor  do Campo, Tarja Preta, Peteleco e etc... mas que ultimamente eles acabaram caindo nos esquecimento. O auge maior dos bois de Ourém foi quando o músico Fábio Cavalcante residiu no município - de 2003 até 2006 - e se interessou pela cultura local, gravando toadas de bois e promovendo encontros dentro e fora da cidade.


Os brincantes do Boi Orube chegaram em Ourém na sexta-feira dia16 e ficaram alojados no sítio Luar Lindo, distante 2km de sede, o arrastão aconteceu por volta das 09:00 horas da manhã.


Na chegada, os brincantes fizeram uma roda de boi muito divertida na praça da Prefeitura onde cada mestre cantou várias toadas.


2 comentários:

Arlindo disse...

Beleza Elton! espero que divulgações como esta continue a povoar este blog, enaltecendo o coletivo e revigorando a cultura do lugar. Obrigado em nome de todos que participaram dessa troca de saberes. Abraço. Arlindo Matos

ACMEMATOS disse...

Assim como o parceiro Arlindo, fica aqui nosso grande abraço e votos de um 2012 maravilhoso para todos os Ouremenses e amigos que ajudaram a construir um passo forte para o fortalecimento da cultura popular de nossa magnífica floresta encantada chamada Amazônia. (Erivelton Araujo)